sábado, 30 de março de 2013

terça-feira, 26 de março de 2013

Seppir - 10 anos

No dia 21 de março, Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. ocorreu a cerimônia de comemoração pelos 10 anos da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) no Teatro Nacional em Brasília-DF.


O evento contou com as presenças de representantes do Governo Federal e da ONU, parlamentares, embaixadores dos países africanos, artistas, representantes das comunidades quilombola, cigana, de religião de matriz africana e do presidente da Fundação Palmares, Hilton Cobra.
 
Teve o lançamento do selo Luta Contra a Discriminação Racial, da Série América, emissão especial da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. O lançamento do selo ocorre no âmbito do acordo de cooperação técnica firmado entre Correios e Seppir para a implementação da campanha Igualdade é Pra Valer.

A ministra da Seppir, Luiza Bairros, destacou que o movimento negro brasileiro teve um papel relevante no processo de luta contra o “aparthaid” e o dia 21 de março sempre foi o símbolo de luta contra o racismo. “À Seppir cabe fortalecer a disposição do governo em combater o racismo, uma vez que foram décadas de tentativas para negá-lo no Brasil. Nesse processo, muitas pessoas se perderam na invisibilidade”. Para Bairros, existe hoje no país uma tentativa de diminuir as desigualdades sociais, mas ainda há muito o que se fazer. “A existência da Seppir e os avanços que dela emergiram colocam para o Estado um compromisso ainda maior para atender as demandas da população negra”, enfatiza.

Esperamos que a Seppir tenha mais êxito em seu trabalho e estimule o fortalecimento de políticas públicas na defesa da igualdade racial; que os conselhos estaduais e municipais tenham mais poder para defender os interesses e garantir avanços nas periferias, comunidades quilombolas, nações indígenas e realmente transformem realidades. Axé!
 
 
Divulgação

Sociedade civil
Na cerimônia em homenagem a Seppir, o ativista alagoano Helcias Pereira (foto – 1º da esquerda para a direita), foi escolhido para representar a sociedade civil que integra o Conselho Nacional de Políticas para Igualdade Racial (CNPIR). Atualmente, Helcias é o Coordenador Nacional de Formação dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) e Presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, em seu discurso destacou: “São dez anos de aprendizados, organicidades, desafios e conquistas; dez anos de fomento e construção de novas etapas, de novas histórias, novos valores. A SEPPIR, bem como o CNPIR advêm dos sonhos, das esperanças, dos compromissos da caminhada, e principalmente das lutas daqueles que sempre acreditaram nesse instrumento de transformação”.
 
 
Fonte: Coluna Axé - nº243 - Jornal Tribuna Independente. (26.03.13)
Edição: Jornalista Helciane Angélica (MTE/AL - 1102)

domingo, 24 de março de 2013

Encontro de amigas jornalistas

Na tarde desse sábado (23.03), teve um encontro especial com minhas amigas jornalistas: Cibelle Araújo, Emanuelle Vanderlei, Isis Correia e Laise Teixeira. Mas, infelizmente, não podemos contar com a presença da Juliana Costa, Clau Soares e Isis Cardoso.

Fomos celebrar os 10 anos que nos conhecemos e também comemorar o aniversário da Cibelle. Ela inicia mais um ciclo da vida, e foi quem nos presenteou, com os desenhos de todas produzidos pelo namorado Eri.

Essa é mais uma prova, que independente dos estresses do cotidiano, obrigações e a forte existência da concorrência no mercado de trabalho; demonstramos na prática que é possível ter amizade nesse meio; é possível conversar sem frescura; é possível demonstrar carinho e aconselhar; é possível ser nós mesmas.

Obrigada por suas amizades e até o próximo encontro, que não pode ser anual. kkkkk
Cheiro em todas.
 
Dia especial!

Olha o nosso certificado da alegria!

Nossa amiga pernambucana Juliana Costa não pôde comparecer.

Também perderam a festa: Isis Cardoso e Clau Soares

A Cibelle é a aniversariante, mas foi ela quem trouxe o presente... adorei o meu desenho!

Elis (filha da Isis Correia), a pequena-show ... será que vai ser jornalista também?!
 
Grande Cibelle, 30 aninhos ... saúde, amor e muitas realizações.
 
 

sábado, 23 de março de 2013

Bastidores: Sessão Solene - 22.03.13

Na manhã dessa sexta-feira (22.03), ocorreu na Câmara Municipal de Maceió, a entrega da Comenda Selma Bandeira para 35 mulheres que se destacam na luta contra a violência e na defesa dos direitos humanos. Confira algumas imagens.
 
 











 
 







 
 

Trilha sonora - fim de semana (23 e 24.03.13)

"Às vezes você anda por aí, brinca de se entregar, sonha pra não dormir".

quinta-feira, 21 de março de 2013

Roda de Conversas sobre “Gênero, Raça, Etnia e o compromisso social do\a Jornalista”



Nesta quinta-feira (21 de março), a Comissão de Mulheres do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal) promove uma Roda de Conversas sobre “Gênero, Raça, Etnia e o compromisso social do\a Jornalista”, ainda como parte das atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher - 8 de Março. A Roda de Conversas também marca o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial - 21 de Março. O evento acontece às 9h, no auditório do Sindicato dos Corretores de Seguros (Sincor), situado à Rua Goiás, 12 – Farol (entrando ao lado do Magazine Louise).

Serão abordados temas como Assédio Moral contra as mulheres, Jornalismo Inclusivo e Discriminação racial contra a mulher negra, tendo como palestrantes, respectivamente, Viviane Galvão, Andrea Moreira e Ângela Brito, professoras da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

A Roda de Conversas é dirigida não só às jornalistas, mas, também, a todas as mulheres que se interessam pela discussão. Para a presidenta do Sindjornal, Valdice Gomes, “será uma oportunidade de conhecer a realidade das mulheres e debater formas de promoção de uma mídia plural, inclusiva e isenta de discriminações e estereótipos de Gênero, raça e etnia”.

Em 1976, a ONU escolheu o dia 21 de março como o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, para lembrar os 60 negros mortos e as centenas de feridos na cidade de Shapeville, África do Sul, em 1960. Estas pessoas foram vítimas da intransigência e do preconceito racial quando pacificamente realizavam uma manifestação de protesto contra o uso de “passes” para os negros poderem circular nas chamadas áreas “brancas” da cidade.

A Comissão de Mulheres do Sindjornal foi instalada em 2011, com objetivo de incluir as questões de gênero nas lutas sindicais dos jornalistas alagoanos, lutar pela melhoria da qualidade do jornalismo na abordagem da temática feminista e fortalecer o movimento de mulheres da sociedade em geral.

Fonte: Sindjornal

terça-feira, 19 de março de 2013

21 de março

O mês de março além de ser importante para o Movimento de Mulheres, é expressivo para as entidades do Movimento Negro, além de ativistas de várias etnias e condições sociais que defendem a igualdade racial. No dia 21 de março, celebra-se o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial.
 
A data foi definida em 1976 pela Organização das Nações Unidas (ONU), para lembrar o Massacre de Shaperville que ocorreu no dia 21 de março de 1960, em Joanesburgo, capital da África do Sul. Cerca de 20 mil negros protestavam contra a “lei do passe”, que os obrigava a portar cartões de identificação e que especificava os locais por onde eles podiam circular, ou seja, nas áreas “brancas” da cidade se fossem pegos eram punidos. Mesmo realizando uma manifestação pacífica, as pessoas foram vítimas da arbitrariedade e racismo; a polícia do regime de apartheid abriu fogo sobre a multidão desarmada resultando em 69 mortos e 186 feridos.
 
Essa é mais uma data reflexiva e que representa a força da resistência negra na luta contra a opressão e o preconceito. Porém, a cada dia, o racismo ganha novos formatos e intensidades em todo o planeta, mas, temos que continuar combatendo e denunciando. No Brasil, de 2011 a 2012, o número de queixas de discriminação racial feitas à Ouvidoria da Secretaria de Políticas e Promoção da Igualdade Racial (Seppir) praticamente dobrou, de 219 em 2011 a 413 no ano passado, um aumento de 88%; e neste ano, já foram 78 denúncias registradas. Porém, não existe um controle sobre o número de queixas que chegam às delegacias de polícia do país.
 
Na internet, as reclamações contra sites com cunho discriminatório também é expressiva, pessoas utilizam perfils falsos para pregar o genocídio, neonazismo, disseminar o ódio racial e intolerância religiosa. Em 2012, a ONG Safernet, que recebe denúncias de violações dos direitos humanos na web, identificou 5.021 comunidades no Facebook que abrigavam conteúdo racista.
 
Para centralizar as informações, a Seppir estuda lançar neste ano o Disque-Racismo: “Será um número gratuito (de telefone) que funcionará não só para crimes na internet, mas, também, para racismo institucional, policial, atos de violência contra juventude negra, quilombolas”, disse o ouvidor da Seppir, Carlos Alberto Junior. Na capital federal, um canal de comunicação desse tipo já está pronto e deve ser lançado ainda nesse mês; no Estado de Alagoas, na extinta Secretaria de Defesa e Proteção das Minorias (Sedem) houve uma ação desse porte que durou três anos, e ainda oferecia atendimento psicológico e jurídico para as vítimas.
 
Esperamos que as ações sejam fortalecidas no combate aos diversos tipos de preconceito, e principalmente, contra a impunidade dos casos. Chega de humilhações e processos arquivados! Queremos justiça e respeito! Axé!!!
 

Seppir
Nos dias 19 e 20 março, membros do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) participam da 39ª Reunião Ordinária; e nessa quinta-feira (21.03), eles prestigiarão a cerimônia de comemoração pelos 10 anos da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) no Teatro Nacional em Brasília-DF. Terá o lançamento do selo Luta Contra a Discriminação Racial, da Série América, emissão especial da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em parceria com a SEPPIR; e também, acontecerá a conferência internacional que abrirá uma série de seis seminários introdutórios sobre as temáticas a serem discutidas durante a III Conapir – Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial. Saiba mais: www.seppir.gov.br.

 
Fonte: Coluna Axé - nº242 - Jornal Tribuna Independente (19.03.13)
Editora: Helciane Angélica

sábado, 16 de março de 2013

Trilha sonora - fim de semana (16 e 17.03.13)

Hoje eu me peguei pensando em você ... e, tô com saudades daquilo que ainda nem vivi. :(


sexta-feira, 15 de março de 2013

APNs-Alagoas comemoram aniversário de 30 anos da entidade nacional

A  noite dessa quinta-feira (14.03) foi especial para os integrantes dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) do Estado de Alagoas. Teve uma programação em homenagem aos 30 anos da entidade nacional, com: um cine-fórum sobre a liberdade religiosa, mística, lanche coletivo, leitura de poema e da moção de aplausos que foi aprovada na Câmara Municipal de Maceió. Confira algumas imagens: